Onde foi parar nosso tempo? - Alberto Villas

Onde foi parar nosso tempo?

By Alberto Villas

  • Release Date: 2011-01-08
  • Genre: Não ficção
  • Size: 16.88 MB

Alternative Downloads

Server Link Speed
Mirror [#1] Onde foi parar nosso tempo?.pdf 46,424 KB/Sec
Mirror [#2] Onde foi parar nosso tempo?.pdf 34,294 KB/Sec
Mirror [#3] Onde foi parar nosso tempo?.pdf 39,763 KB/Sec

Description

Era uma vez, num lugar não muito distante, e há não muito tempo, as salas de visitas. E, curiosamente, esses cômodos serviam para receber visitas em casa. Sim, amigos que chegavam de surpresa e eram bem-vindos, mesmo que ficassem para o jantar sem avisar. Para os indesejáveis, de toda forma, restava um último recurso: colocar atrás da porta uma vassoura de cabeça para baixo. Esse lugar era o Brasil, mais especificamente Minas Gerais, e esse tempo era os anos 60 e 70. Claro, se compararmos com os dias de avanços técnicos de hoje, havia naquela época graves problemas. O Toddy, por exemplo, demorava muito para desempelotar no leite, e as massas de bolo (que não era comprado pronto) precisavam ficar um tempo descansando. Lata de azeite só se abria com um preguinho, e as fraldas de pano precisavam ser lavadas. Tamanhas preocupações eram compensadas com goles de Crush e com a alegria de colecionar insetos pregados em um pedaço de isopor... Essas são algumas das situações que estão no livro Onde foi parar nosso tempo? do jornalista Alberto Villas. São 50 “verbetes”, ou seria melhor descrevê-los como “pílulas de memória”. A capacidade de observação e apreensão dos hábitos mais simples e a prosa leve e divertida são características de um memorialista, autor também dos sucessos O mundo acabou!, Afinal, o que viemos fazer em Paris? e Admirável mundo velho! Para os que não haviam nascido ou eram muito pequenos para lembrar, Onde foi para nosso tempo? é uma oportunidade de conhecer um país mais caloroso, no qual as facilidades técnicas que hoje tomamos por naturais não existiam, mas havia mais tempo e gosto pelo convívio descompromissado e prazeroso da família e dos amigos. Já para os cinquentões, é uma deliciosa viagem de regresso àquela época.

keyboard_arrow_up